Koka - Duna: Análise da Parte 2 do Filme
Duna: Análise da Parte 2 do Filme
29/02/20242 min
Acessibilidade
Compartilhar

Duna: Análise da Parte 2 do Filme

A primeira parte de Duna, lançada em 2021, foi bem recebida, mas deixou a sensação de ser incompleta. Com um ritmo por vezes arrastado, o filme introduz um universo complexo e, quando parece que vai engrenar, termina.

Indicado ao Oscar de Melhor Filme, o longa impressionou com sua fotografia e elenco, mas ainda faltava algo para torná-lo verdadeiramente épico, deixando a sensação de ser um comercial longo.

A continuação começa de onde o primeiro filme parou, mostrando uma passagem de tempo movimentada. Villeneuve reservou mais ação e questionamentos filosóficos para essa segunda parte, tornando-a ainda mais grandiosa.

Enquanto a primeira parte focava na trama política entre as casas, a parte 2 concentra-se na jornada de vingança de Paul pela morte de seu pai e amigos. Paul e sua mãe se integram aos Fremen, tornando-se figuras importantes na sociedade.

A atriz, que teve destaque nos pôsteres e trailers da primeira parte, finalmente ganha o devido destaque no novo filme, servindo como elo entre Paul e os nativos de Arrakis, influenciando seu destino messiânico.

O dilema de Paul, com visões de seu futuro, adiciona camadas à trama, tornando a parte 2 de Duna ainda mais envolvente.

Faça login para comentar
Faça um comentário:

Comentários:

0 Comentários postados

Entre em contato para assuntos comercias, clique aqui.

Veja também: