Koka - Brasil propõe integração de instituições financeiras multilaterais
Brasil propõe integração de instituições financeiras multilaterais
14/04/20242 min
Acessibilidade
Compartilhar

Brasil propõe integração de instituições financeiras multilaterais

A proposta de reforma das instituições financeiras multilaterais, como o Banco Mundial, o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o Banco dos Brics, feita pelo Brasil, visa a integração dessas organizações para atuarem de forma coordenada diante dos desafios globais atuais. De acordo com o representante brasileiro no Banco Mundial, Marcos Chiliatto, a ideia é reduzir a competição entre as instituições e harmonizar seus processos, desde as salvaguardas ambientais e sociais até a avaliação de resultados.

O Ministério da Fazenda está em contato com as reuniões de primavera dos bancos, que ocorrem em Washington (EUA) nesta semana, juntamente com um novo encontro de ministros da economia e presidentes de bancos centrais do G20. O desafio principal dessa agenda é o aumento de capital.

A reforma da arquitetura financeira internacional não é uma novidade recente, sendo discutida nas últimas presidências do G20. Os bancos têm sido incentivados a assumir mais riscos, inovar na captação de recursos e atuar de forma mais proativa em relação ao clima, o que representa uma mudança em relação à postura conservadora adotada anteriormente, principalmente pelos países desenvolvidos.

O diferencial da presidência brasileira é a ênfase na atuação sistêmica e coordenada dos bancos. O Brasil ocupa uma posição estratégica nessa arquitetura financeira global, participando ativamente de todos os espaços relevantes, o que é considerado algo incomum.

Faça login para comentar
Faça um comentário:

Comentários:

0 Comentários postados

Entre em contato para assuntos comercias, clique aqui.

Veja também: